Minha nota na Uber é 4,75

Atualizado: 12 de Jul de 2019


Foto de placa à venda no Mercado Livre

Acontece sempre. No mesmo segundo em que você desce do carro ao final de uma viagem de Uber, toca um alerta de mensagem no celular pedindo para avaliar como foi a sua experiência. Bem fácil: basta escolher entre uma e cinco estrelas e, se quiser, acrescentar uma caixinha para o motorista.


Nada novo, já que nos acostumamos a avaliar serviços para ‘melhorar a sua qualidade’. Mas você sabia que a Uber também nos avalia como clientes?


Descobri recentemente em conversa com um motorista sobre a nota alta que ele tinha. Perguntei como funcionava o sistema, se isso trazia benefício para ele e, no meio do papo, ele me disse que clientes também eram avaliados.


Fiquei muito surpresa, simplesmente porque nunca tinha me ocorrido essa possibilidade. Quis saber a minha: 4,75, para ele uma ótima nota, já que a máxima era 5. Fiz um montão de perguntas sobre o que era considerado na avaliação, o que a aumentava ou diminuía, as consequências das notas baixas e vantagens das altas. Voltei no tempo e senti aquela ansiedade típica das vésperas receber o boletim escolar!


O trajeto era longo e deu tempo para ele explicar os pontos que os motoristas consideram nessa avaliação: pontualidade (se o cliente está no local de partida!), educação, se suja o carro, se usa cinto de segurança, se pede para desrespeitar as leis de trânsito e outros comportamentos inadequados. Contou até o caso de um passageiro que tinha exagerado no consumo de álcool e que se recusava a descer do carro por não reconhecer a própria casa!


Ciente dos critérios, comecei a achar a minha nota injusta e tentei entender por que, afinal, a minha nota não era 5?! “A senhora já cancelou alguma viagem? ”. Sim, uma ou duas vezes por que o motorista estava demorando muito. “Ah ... então esse pode ser motivo para ter perdido pontos! ”.


O sistema de avaliação de motoristas existe desde o início da empresa e tem como base um código de conduta bem rigoroso, usado para manter os bem avaliados ou desligar os que tiverem nota média abaixo de 4,6. O mesmo acontece com clientes que podem até ser impedidos de usarem o aplicativo se não tiverem nota média mínima de 4. No seu blog, a Uber explica que ‘esse sistema de mão dupla funciona a favor da qualidade da experiência para todos os envolvidos’. Mesmo que cause algum desconforto, creio que o ganho seja maior se pensarmos em termos de eficiência e segurança.


Avaliar pessoas faz parte da natureza do mundo competitivo em que vivemos e quando usamos dispositivos digitais, que registram todos os nossos rastros, isso acontece com maior frequência e em situações que nem imaginamos. O que importa mesmo é que, qualquer que seja o serviço que precisarmos, teremos sempre um grande leque de opções para escolher. Independente da nossa nota.


Ah... se você quiser descobrir a sua nota na Uber, basta clicar em cima das três linhas horizontais do menu do aplicativo e a encontrará bem abaixo do seu nome.

# minhanotanauber



68 visualizações
Vamos conversar? 
  • Branco Twitter Ícone
  • Branco Facebook Ícone

© 2018 by Convercêutica. Todos os direitos reservados.

  • Twitter Social Icon
  • Facebook ícone social