Google, onde eu coloquei a chave do carro?

Foto: Sergey Furtaev (Adobe)

– Alô, é da pizzaria Gordon?

– Não, senhor, é da pizzaria Google.

– Desculpe, devo ter ligado para o número errado.

– Não o número está correto, o Google comprou a pizzaria.

– Ah, entendi. Pode anotar o meu pedido?

– Claro, o senhor quer a pizza de sempre?

– Como assim, você já trabalhava aí, me conhece?

– É que de acordo com nossos sistemas, nas últimas 12 vezes o senhor pediu pizza de salame com queijo, massa grossa e bordas recheadas.

– Isso, pode fazer essa mesma.

– No lugar dessa posso tomar a liberdade de sugerir uma de massa fina, farinha integral, de ricota e rúcula com tomate seco?

– Não, eu odeio vegetais!

– Mas o seu colesterol está muito alto.

– Quem te disse isso? Como você sabe?

– Nós acompanhamos os exames laboratoriais de nossos clientes e temos todos os seus resultados dos últimos 7 anos.

– Entendi, mas quero a pizza de sempre, eu tomo remédios para controlar o colesterol.

– O senhor não está tomando regularmente, porque nos últimos 4 meses só comprou uma caixa com 30 comprimidos, na farmácia do seu bairro.

– Comprei mais em outra farmácia.

– No seu cartão de crédito não aparece.

– Eu paguei em dinheiro.

– Mas de acordo com seu extrato bancário o senhor não fez saque no caixa automático nesse período.

– Eu tenho outra fonte de renda.

– Isso não está constando na sua Declaração de Imposto de Renda, a menos que seja uma fonte pagadora não declarada.

– Mas que inferno! Estou cansado de ter minha vida vigiada e vasculhada pelo Google, Facebook, Twitter, WhatsApp, essas porcarias todas! Vou mudar para uma ilha sem internet e sem telefone celular, onde ninguém possa me espionar.

– A decisão é sua, senhor, mas quero lhe avisar que seu passaporte venceu há 5 semanas...


Kkkkk. Não pude resistir a compartilhar essa piada de autor desconhecido que recebi da minha amiga Lourdes pelo WhatsApp. Pelo ritmo com que as coisas andam, não vai demorar muito para que cenas como essas sejam corriqueiras.


E não adianta espernear, achar que esse mundo está perdido ou ficar especulando sobre o futuro sombrio que nos aguarda, pois é fato que a privacidade da forma que conhecíamos está sendo reinventada.


Então vamos encarar esse mundo movido a big data com leveza e flexibilidade. Já dizia o falecido humorista Leon Eliachar que o humor é a arte de fazer cócegas no nosso raciocínio e nos permitir enxergar as situações por outros ângulos.


Em tempo: o título que fala das chaves é de minha autoria. Seria perfeito contar com o Google sempre que eu perdesse as minhas.

198 visualizações
Vamos conversar? 
  • Branco Twitter Ícone
  • Branco Facebook Ícone

© 2018 by Convercêutica. Todos os direitos reservados.

  • Twitter Social Icon
  • Facebook ícone social